Galeria de Fotos

Partindo em procissão da Catedral, do Santuário e da Paróquia São Cristóvão, na noite de sexta-feira santa (30 de março de 2018), fiéis enfrentaram a chuva e se dirigiram, à Praça Prefeito Jayme Lago, acompanhando cantos, orações e reflexões, vivendo a morte de Cristo.

Ao chegarem à Praça, os participantes ouviram a mensagem do Bispo Diocesano de Erexim, Dom José Gislon, e do Pastor Orlando Saab, da Primeira Igreja Batista da cidade e Presidente do Conselho dos Pastores das Igrejas Evangélicas de Erexim.

Dom José recordou que Jesus passou pelo mundo fazendo o bem, testemunhou a compaixão e a misericórdia pelos caídos. Destacou que a cruz se tornou o lugar do qual Cristo atrai o mundo a si, do qual salva os seres humanos do veneno do pecado que destrói a paz e fomenta a violência, que tira a vida de tantos irmãos e irmãs em nosso país, dos quais uma alta porcentagem é de jovens. Na cruz, realizam-se as palavras do profeta Isaías a respeito do Servo sofredor. Concluiu desejando que a violência manifestada na Paixão do Senhor, presente também em nossa sociedade, não sufoque em nenhum coração a responsabilidade e não roube a esperança de se trabalhar juntos pelo crescimento de uma cultura da paz, por uma sociedade pacificada e pacificadora, que expresse a presença de Cristo Ressuscitado, Senhor da Vida, que caminha com seu povo, para que todos tenham vida e vida em abundância. (Adiante, íntegra da mensagem do Bispo)

Pastor Orlando centrou sua reflexão na passagem do Evangelho de São Lucas que fala dos dois ladrões crucificados com Jesus. Um o insultou e o desafiou a salvar a si e a eles dois. O outro, confiante na misericórdia divina, repreendeu seu companheiro de suplício, reconheceu os pecados cometidos e implorou clemência, recebendo de Jesus a certeza de que naquele mesmo dia estaria com ele no paraíso. O Pastor questionou a todos perguntando qual seria a resposta pessoal de cada um a Cristo, a do ladrão revoltado ou a do arrependido. Exortou a todos à confiança em Cristo que, com sua morte, garante o perdão do pecado humano.

A Secretária de Educação, Vanir Clara Bernardi Bombardelli, cumulativamente titular da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, em nome do Prefeito Municipal, agradeceu a todos que ajudaram na organização do evento e dele participaram, assinalando o centenário do município de Erexim. Declarou que participação dos presentes, enfrentando a chuva, revelava a obstinação dos pioneiros da região. Desejou que Deus continue a abençoar a todos, dando esperança e paz. Lembrando que Páscoa é passagem, desejou que seja passagem da não esperança para a esperança.

Em seguida, a Cia Insight de Teatro, com participantes do grupo de teatro Geração Arte do Bairro São Vicente de Paulo, apresentou a encenação da Paixão de Cristo. Seu primeiro cenário foi o Jardim das Oliveiras para onde Cristo se dirigiu após a Ceia Pascal e onde ficou em oração, entrando em agonia. Para lá se dirigiu Judas com os soldados para prendê-lo, dando-lhe o beijo da traição. O cenário seguinte foi o Palácio de Pilatos, onde as autoridades civis e religiosas judaicas exigiram que o condenasse à morte. Pilatos ordenou que Jesus fosse castigado a rigor para despois soltá-lo. Porém, depois de flagelado, as mesmas autoridades exigiram que ele fosse condenado à morte de Cruz. Levaram então Jesus para o local da crucificação. Ao longo do caminho, soldados o espancaram violentamente. No trajeto, Jesus recebeu a ajuda de Simão de Cirene, o conforto de sua mãe, de Verônica que lhe enxugou o rosto e das mulheres que lhe manifestavam compaixão. Depois de crucificado e descido da Cruz, Jesus foi levado ao sepulcro. Na cena final, Cristo apareceu ressuscitado aos discípulos com sua mãe, repreendeu Tomé por não acreditar na sua ressurreição e os enviou a anunciar ao mundo seu Evangelho de salvação. A mãe de Jesus concluiu exortando aos discípulos a saírem pelo mundo a trabalhar por uma sociedade de fraternidade e de paz. Em expressiva apoteose, os atores retornaram ao palco principal, recebendo calorosos aplausos do público presente.