Galeria de Fotos

Romeiros de Fátima rezam pela paz

Se a temperatura caiu bastante, o número de fiéis não diminuiu na procissão e missa do quarto dia da novena da Romaria, nesta segunda-feira, dia dos Santos Anjos da Guarda, dentro da semana nacional da vida. A celebração teve a presidência do Pároco de Severiano de Almeida, Pe. Valtuir Bolzan, que veio acompanhado do diácono Vicente Colla e de expressivo número de paroquianos. Dentro do enfoque da noite, “Fátima, oração e compromisso com a paz”, eles acolheram a imagem da procissão na altura do monumento com balões brancos e a acompanharam até o altar.

Falando aos devotos de Maria, Pe. Bolzan iniciou lembrando o pedido dela em Fátima de oração pela paz no mundo em guerra. Insistiu na recitação do terço, oração eficaz para pedi-la, pois faz contemplar Cristo, príncipe da paz, que garantiu dar aos seus seguidores a paz que o mundo não pode dar. Pela realidade em que vivemos, o pedido de Nossa Senhora ainda não foi atendido satisfatoriamente. Para o Pe. Bolzan, rezar pela paz leva também trabalhar por ela. Destacou a importância da oração, questionando os fiéis sobre o tempo diário que reservam para ela e se os pais e avós estão ensinando os filhos e netos a rezar. Mencionando o evangelho da missa, na qual Cristo, na proximidade de sua morte, fala aos seus seguidores que lhes enviaria o Espírito Santo e lhes garante a paz verdadeira. Pela força do Espírito Santo, podemos viver o mandamento novo do amor e estabelecer relações fraternas, numa cultura da paz, muito carente em nosso País, marcado pela corrupção, violência e injustiça. Na conclusão da homilia, lembrando a festa dos Anjos da Guarda, convidou os fiéis a rezarem a oração popular dirigida ao protetor de cada um, bem como a cartar: paz na terra, paz nos céus, paz no mundo aqui, em Erechim.