Galeria de Fotos

Novena de Fátima motiva devotos de Maria a estarem a serviço da vida e da paz

Pe. Giovani Momo, assistente do Curso Propedêutico no Seminário de Fátima, presidiu a procissão e a missa da primeira noite da novena de Fátima, nesta sexta-feira, a primeira do mês de outubro, mês das missões para a Igreja Católica no Brasil. A missa foi concelebrada pelos Padres Valter Girelli, Clair Favreto e Antonio Valentini Neto e foi animada pelo Pe. José Carlos Sala e equipe de música e de canto. Pe. Clair, coordenador da equipe de liturgia da romaria, conduziu a procissão, cujas orações e cantos expressavam aspectos da temática geral da novena: Cristãos leigos e leigas, como Maria, a serviço da vida e da paz, com o lema “Vós sois o sal da terra e a luz do mundo”, o mesmo do Ano Nacional do Laicato.

Na homilia, Pe. Giovani mencionou alguns aspectos da novena e a participação especial de grupos da sociedade civil a cada noite. Citou as três intenções gerais da novena e da romaria: 1ª) Para vivermos intensamente a mensagem de Nossa Senhora em Fátima, na oração, na conversão e na penitência. 2ª) Para que o Ano Nacional do Laicato suscite condições favoráveis para sermos “sal da terra e luz do mundo”, a serviço da vida e da paz. 3ª) Para que a Mãe de Fátima proteja os idosos e enfermos e nos ajude a vivermos a inclusão e o respeito para com eles. A partir da primeira leitura da missa, a escolha da vida ou da morte que Deus propôs a seu povo, acentuou o compromisso com a defesa e a promoção da vida. À luz do Evangelho, que narrava a visita de Maria a Isabel e o hino que ela proclamou, exortou os romeiros a acolher a Mãe de Jesus como Isabel e como proclamar as maravilhas de Deus. Exortou-os também a se dirigirem a ela, participando da novena e da romaria, na certeza de que espera a todos. Desejou-lhes frutuosa participação na novena. Ela é oportunidade especial de revitalização da vida pessoal, familiar e comunitária.

----------------------------.

Íntegra da homilia do Pe. Giovani

Minha saudação ao Pe Valter Girelli, reitor do nosso Santuário de Fátima e, em seu nome saúdo os demais colegas padres e bispos. Saudação aos diáconos, ministros, equipe de liturgia, nossos seminaristas, religiosos e religiosas, a equipe vocacional; a todos os voluntários da nossa Romaria. Saudação a todos que nos acompanham pelas rádios e outros meios de comunicação, de modo especial os nossos enfermos.  Minha saudação a todos e todas que se encontram aqui na explanada do nosso Santuário, com muito carinho nossas zeladoras, nossos zeladores de capelinhas.

Romeiros e romeiras de nossa Senhora de Fátima! É tempo de Romaria! Iniciamos hoje a novena da 67ª Romaria de Fátima! A Romaria deste ano tem este bonito tema: Cristãos leigos e leigas, como Maria, a serviço da vida e da paz. E o lema, em sintonia com o Ano do Laicato: “Vós sois o sal da terra e a luz do mundo” (Mt 5,13).

Iluminados pela Palavra de Deus, ouvimos na leitura do livro de Deuteronômio, onde Deus apresentava ao povo guiado por Moisés a escolha entre o caminho da vida e o da morte: “o Senhor nos diz: escolha pois a vida para que você e seus descendentes possam viver” (Dt 30,15-20).

E é por isso que estamos aqui! Certamente será uma novena intensa, de muita oração, de muita fé. Lembramos a novena da tarde, que inicia com o terço seguido de Missa, às 14h; às 18h, terço seguido de Missa; todas as noites, 20h, procissão da Catedral ao Santuário; todos os dias da novena das 14h as 22h, confissões no Santuário. Em cada dia da novena, lembraremos de uma realidade específica que envolve a nossa vida: jovens, trabalhadores e empreendedores, profissionais da saúde, os educadores, profissionais da segurança, as famílias, as comunidades...

Você que veio de perto ou de longe, de carro, a pé, de ônibus ou outro meio... traz pedidos, traz agradecimentos em seu coração... além destes, temos três grandes intenções que perpassarão toda a nossa Romaria: 1. Para vivermos intensamente a mensagem de Nossa Senhora em Fátima, na oração, na conversão e na penitência; 2. Para que o Ano Nacional do Laicato suscite condições favoráveis para sermos “sal da terra e luz do mundo”, a serviço da vida e da paz; 3. Para que a Mãe de Fátima proteja os idosos e enfermos e nos ajude a vivermos a inclusão e o respeito para com eles.

Como ouvimos no Evangelho, Isabel acolheu Maria com as portas abertas, ouvindo a bela mensagem! Por isso, querida mãe! Aqui estamos! E é com as portas abertas da nossa da nossa casa, das nossas empresas, das nossas escolas, das nossas Igrejas, do nosso coração, que queremos, ó Mãe, te acolher.  E contigo queremos também nós proclamarmos: “minha alma dá glórias ao Senhor Meu espírito se alegra em Deus meu Salvador. O todo poderoso realizou grandes obras em meu favor. Dispersa os soberbos de coração; derruba dos tronos os poderosos e eleva os humildes; aos famintos enche de bens e despede os ricos de mãos vazias” (Lc 1,46-56).

Não há ninguém melhor nesse mundo do que uma mãe para entender do coração de um filho; um coração muitas vezes desviado, um coração muitas vezes ferido, machucado pelas perdas, pelas doenças, pelos fracassos... machucado também por uma sociedade violenta, cheia de ódio, que insiste em arrancar os nossos direitos, conturbada pela corrupção, iludida por falsas promessas.

Que seja uma abençoada novena. Fica um convite especial: venha participar da novena, convide seu vizinho, seus familiares, colegas de trabalho. Como faz bem uma novena. A mãe está esperando você. Que seja um tempo para revitalizarmos nossa casa; nossas relações; nossa saúde; nossa esperança; revitalizarmos nossos compromissos batismais; tempo para cair dos nossos olhos aquilo que nos impede de vermos nossos irmãos; tempo de paz; tempo para fortalecer nossa coragem de sermos de fato, sal da terra e luz do mundo, como Maria, a serviço da vida e da paz

E nesta mística, nesta noite abençoada, convido a cantarmos juntos: A treze de Maio...

Pe Giovani Momo