Paróquias

Paróquia São Cristovão

    A presença da Igreja São Cristóvão foi uma das marcas grandes na caminhada do Bairro São Cristóvão. Brevemente, breve histórico da Paróquia São Cristóvão.

A Vila Operária
    Inicialmente, o território onde é hoje o Bairro São Cristóvão, era chamado de Vila Operária. Esta Vila foi crescendo significativamente com o decorrer dos anos. Na época, a vida das pessoas, das famílias, da sociedade tinha seus comportamentos próprios do contexto. Um dado importante: até mesmo o automóvel foi aos poucos aparecendo, substituindo o cavalo.
    Os motoristas, impressionados e, ao mesmo tempo, preocupados, recorreram a São Cristóvão para suplicarem proteção nas estradas, livrando-os dos acidentes e dos perigos. Então eles se mobilizaram e foram até a matriz São José (hoje Catedral) falar com o Pároco, Pe. Gregório Comasseto, para ver a possibilidade de a Vila Operária tornar-se Capela, tendo como padroeiro o santo querido dos motoristas, São Cristóvão. Prontamente, o Pe. Gregório acolheu com alegria a iniciativa do grupo dos motoristas para criar uma nova Capela na Vila Operária.

A Capela São Cristóvão
No dia 12 de dezembro de 1957, os motoristas organizaram uma grande procissão motorizada da matriz São José até a Vila Operária, culminando com a missa. Na ocasião, inaugurou-se a Capela São Cristóvão.
    Com o tempo, a Comunidade São Cristóvão foi crescendo, pois muitas famílias da roça foram se estabelecendo aos arredores da nova Capela. Devido ao êxodo rural, as Irmãs Missionárias de Maria Auxiliadora tiveram uma atuação determinante para as novas famílias que estavam chegando da roça à cidade. Foi nesta época, em abril de 1973, que as Irmãs criaram o Centro Cultural e Assistencial São ristóvão (Cecris). Através desta entidade, as Irmãs conseguiram acolher e estruturar os novos moradores do Bairro São Cristóvão.
    Segundo depoimento de uma agente de Pastoral da Paróquia, que mora já há 40 anos no Bairro São Cristóvão, diz que “nesta época havia muito mato. Tinha somente algumas casas, as quais eram bem simples e humildes. Com a presença das Irmãs, principalmente a Ir. Consolata, começaram a organizar as famílias que iam chegando, com a construção de casas, com a catequese familiar e auxiliando na promoção humana”.
    Junto com o crescimento da população na Capela São Cristóvão, foi despontando também a necessidade de uma presença maior da Igreja nesta realidade nova. Sentiu-se a urgência de melhor atendimento pastoral e, consequentemente, a necessidade de ter um padre mais próximo do povo. Isto fez com que a nova Diocese de Erexim olhasse com um carinho todo especial, até na possibilidade de ser Paróquia (vale lembrar que a Diocese de Erechim foi criada nesta época, em agosto de 1971).
    No dia 13 de janeiro de 1981, o Bairro São Cristóvão recebeu uma bela notícia. O Pároco da Catedral São José, Pe. Atalibo Lise comunicou que, no dia 10 de maio do mesmo ano, seria criada e instalada a Paróquia São Cristóvão. E nesta mesma ocasião, já anunciou que o Pe. Valdecir Rovani seria o padre que acompanharia a preparação para a instalação da nova Paróquia e que já iria residir no Bairro São Cristóvão.
    Feliz e entusiasmada com a notícia, a Comunidade São Cristóvão voltou as atenções para os preparativos da futura Paróquia. Junto com o Pe. Valdecir e com as Irmãs, formaram a Comissão Pró-Paróquia. Esta, através de muitas reuniões, começou a discutir várias questões: o sentido de ser Paróquia; os limites territoriais; onde seria a Casa Paroquial e que a mesma seria construída em forma de ‘mutirão’; a realização de uma campanha para mobiliar a casa do padre; cartazes e impressos para a divulgação. Iniciou-se também o planejamento pastoral. Enquanto a Casa Paroquial estava sendo construída, o padre hospedava-se no Ambulatório, fazendo suas refeições nas famílias, nas Irmãs e, às vezes, no restaurante. Enfim, tudo estava voltado para preparar bem a nova Paróquia.

A Paróquia São Cristóvão
    Felizmente chegou a data esperada com tanta expectativa pelo povo. No domingo do dia 10 de maio de 1981, o Bispo Diocesano D. João A. Hoffmann criou e instalou a vigésima sétima Paróquia da Diocese de Erexim, a Paróquia São Cristóvão. Na ocasião, empossou o 1º Pároco da nova Paróquia, o Pe. Valdecir Rovani.

Padres que atuaram na Paróquia nesses 25 anos
    Muitos padres (párocos e vigários) passaram pela Paróquia nesta caminhada de 25 anos: Valdecir Rovani, Atalibo Lise, Nelson Longo, Altair Steffen, João Ceconello, Jair Carlesso, Celso Faccio, Sérgio Noskoski, Dirceu Benincá, Valter Girelli, Aldo Romagna, Luiz Warken, Cezar Menegat, Dirceu Balestrin, Cleocir Bonetti e Ivo Moehlecke. Atualmente, o Pe. Rudinei Lolatto é o pároco, desde o ano de 2006 e tem como vigário paroquial o Pe. Alberto Disarz, desde o ano de 2007.
 


Foto da Igreja antiga construída em 12/12/1957

 

Foto da Igreja atual inaugurada em 13/08/1978

 
 


Voltar


2008-2012 © Todos os direitos reservados - Mitra Diocesana de Erexim - Cúria Diocesana
Avenida Sete de Setembro, 1251 - Centro - Erechim, RS - 99700-000 - Brasil