Notícia

Bispo defende participação das mulheres nas decisões da evangelização

"“As mulheres não podem continuar ocupando o segundo ou terceiro lugar na missão”, diz dom Santiago Silva Retamales.

O presidente da Conferência Episcopal do Chile, dom Santiago Silva Retamales defendeu o protagonismo dos leigos na evangelização, especialmente, das mulheres, durante o 5º Congresso Americano Missionário (CAM 5), que começou na terça-feira, 10, em Santa Cruz de la Sierra. “Particularmente as mulheres não podem continuar ocupando um segundo ou terceiro lugar na Igreja, mas, por identidade e missão, devem ter parte ativa nas decisões, elaboração e execução da evangelização”, destacou. “Abrir espaços eclesiais [para os leigos] não é um favor que se concede, mas exigência de um direito que os leigos têm”, completou.

Dom Retamales abriu os trabalhos do CAM 5, nesta quinta-feira, 12, com a conferência “Anunciar o Evangelho ao mundo de hoje”. Em longo texto, o conferencista apresenta o tema considerando a missão de Jesus, do apóstolo Paulo e da Igreja no mundo hoje. “A missão de Jesus é normativa e a de Paulo se inspira em Jesus”, disse.

Licenciado em teologia dogmática e em bíblia, dom Retamales lembrou que o centro da missão é o anúncio do Reino de Deus tal como fez Jesus. “Jesus não prega a si mesmo, mas o Reino. Ele anunciou não apenas o Reino de Deus, mas o Deus do Reino”. Segundo o bispo, para entender o anúncio do Reino de Deus, é preciso compreender que “Jesus é o filho amado de Deus feito homem, que vem para revelar o Reino de Deus que quer reinar oferecendo-nos sua identidade, isto é, seu ser Pai rico em vida e misericórdia”. Ele destacou que o Reino não é pregação sobre alguma coisa ou sobre doutrina, mas se trata de relações. “O Reino é uma nova forma de ser, uma nova forma de relações, uma nova forma de fazer”, observou.

Dom Retamales ressaltou também a missão da Igreja no anúncio do Reino e lembrou que Jesus é a única fonte da salvação e não a Igreja. “A Igreja contém Cristo, porém, Cristo é maior que a Igreja. Esta é sacramento universal de salvação enquanto imagem da Trindade. Ela é mistério de comunhão e vida, misericórdia e serviço. Com seus dons ministeriais e carismáticos, ela é missionária e está a serviço da humanidade”, explicou.

O CAM 5, acolhido pela arquidiocese de Santa Cruz de la Sierra, discute o tema “A alegria do evangelho, coração da missão profética, fonte de reconciliação e comunhão”, inspirado no lema “América em missão: o Evangelho é alegria”. Divididos em oficinas, conservatórios e sub-assembleias os mais de 2.500 participantes aprofundam a reflexão das questões sobre a missão da Igreja apresentadas pelos assessores. O Congresso termina no próximo sábado, com a missa às 16h (17h hora de Brasília) e o anúncio do país a sediar o CAM 6.

Fonte: POM