Paróquia

Santa Luzia - Erechim

Paróquia santa luzia

 A paróquia Santa Luzia, pertence à Diocese de Erexim/RS, e está situada na zona leste da cidade, proximidades do Distrito Industrial.  Foi criada por um decreto do então bispo Diocesano, Dom Girônimo Zanandrea, em 13 de dezembro de 2007, através do desmembramento de comunidades das paróquias São Pedro e Catedral São José, ambas de Erechim; e São Luiz Gonzaga, de Gaurama. A instalação da paróquia deu-se em 02 de março de 2008, quando o bispo diocesano oficializou a posse do primeiro pároco da paróquia. A Igreja Matriz e casa paroquial estão situadas no Bairro Atlântico, à Rua Dilgai Parenti, 423.

Constituem a paróquia as seguintes Comunidades:

-  Matriz Santa Luzia – Atlântico

-  Santa Clara – Maria Clara

-  São Francisco de Assis – Redenção

-  Nossa Senhora do Rosário – Morada do Sol

- São Judas – Barragem da Corsan

-  Nossa Senhora do Pedancino – Argenta

-  São Luiz – rio Poço

- Santo Antonio – linha Tonello

-  São João Batista – Cascata

-  Santa Catarina – Becker

-  São Carlos Borromeu – Demoliner

 Párocos que trabalharam na paróquia:

-  Pe. Moacir Noskoski (de 02 março de 2008 a 13 de fevereiro de 2016)

-  Pe. Valtuir Bolzan (de 13 de fevereiro de 2016 a 04 de fevereiro de 2017)

-  Pe. José Carlos Sala (desde 04 de fevereiro de 2017)

 A história da paróquia está profundamente entranhada com a história do próprio bairro. Tão logo os primeiros moradores chegaram ao local, ainda na década de 1990, começou-se a constituir a comunidade, com celebrações e encontros realizados debaixo das árvores, na área onde hoje está Igreja e a Associação de moradores. A Igreja foi um elo de união de toda a comunidade na busca do crescimento e progresso, o que nos faz dizer que o bairro Atlântico não seria o que é, não fosse a presença da Igreja da paróquia Santa Luzia. A história atesta que esta é uma igreja viva, presente e atuante no cotidiano da vida do povo.

As famílias que constituem a paróquia, especialmente nos bairros e loteamentos, são provenientes, em sua grande maioria, do interior da região do Alto Uruguai, e ainda mantém fortes vínculos com as comunidades de origem. Boa parte da população da paróquia trabalha e depende das empresas do Distrito Industrial.

A festa da padroeira Santa Luzia é realizada no segundo domingo de dezembro. A novena, com procissão pelas ruas do bairro, movimenta e envolve toda a comunidade.

Desde 2016, sempre no dia 01 de maio, dia do trabalhador, a paróquia promove a Festa do Trabalhador, com convite especial aos trabalhadores das empresas do Distrito Industrial, para celebração do Dia do Trabalhador.

No segundo domingo de março é celebrada a festa de aniversário de instalação da Paróquia.

Na região que compreende a paróquia, estão sendo criados diversos novos loteamentos, bairros emergentes e promissores, um crescimento rápido a olhos vistos da população, uma região que não para de crescer. A igreja se faz presente junto a essas famílias que migram para estes novos bairros, com atendimento espiritual e presença de fortalecimento e encorajamento. O trabalho de formação de novas comunidades exige um planejamento cuidadoso e um grande empenho de todos. A busca de espaços para construção de igrejas e centros comunitários nestes novos bairros constitui-se em um grande desafio, o que requer a união de forças da igreja, do poder público e de todos os que se dispõem a contribuir.

Assim, em 2016, teve início um trabalho de organização de comunidades nos loteamentos Bianchi-Poltronieri e Novo Atlântico, com celebrações nas casas, visitas às famílias e organização da catequese.

Santa Luzia é protetora dos olhos e da boa visão. Que ela interceda junto a Deus a claridade dos olhos para enxergarmos as belezas da criação, e a claridade da mente e do coração para termos lucidez nas decisões e nos caminhos da vida.

Pe. José Carlos Sala - julho de 2017

Notícias e Artigos