Voz da Diocese

A Palavra de Deus e a missão
09/09/2018


Estimados Diocesanos! Neste Ano Nacional do Laicato, queremos trazer presente neste mês de setembro “Mês da Bíblia”, os leigos e leigas deste imenso Brasil, que, acolhendo a Palavra de Deus no coração e impelidos pelo Espírito Santo, abraçaram a missão de servir o Senhor, os irmãos e irmãs na Igreja comunidade de fé.

Vivendo a realidade do povo de Deus das nossas comunidades são discípulos/as do Senhor, são missionários/as da Palavra, da esperança, da caridade, de uma Igreja em saída, que vai ao encontro dos enfermos, dos pequenos que vivem muitas vezes sem a expectativa de um novo amanhã. No jeito simples de cada um, abraçaram uma missão de amar e servir o Senhor, no serviço aos irmãos e irmãs.

Numa sociedade excessivamente preocupada com o sucesso, louvamos e agradecemos a Deus pelos milhares de leigos e leigas que se tornaram “protagonistas” de uma Igreja que celebra a vida, com as alegrias, as dores e as esperanças do povo de Deus. Não estão preocupados com o sucesso, mas em servir ao Senhor e aos irmãos, e o fazem como uma vocação, a exemplo do profeta Isaías.

Nós, com frequência, para não dizer “sempre”, avaliamos uma missão ou um cargo a partir do sucesso ou do fracasso. Na nossa vida, somos levados a avaliar tudo a partir dos êxitos que conseguimos alcançar. Mesmo com as melhores intenções, a procura do sucesso domina as nossas escolhas de vida e as nossas decisões; as nossas estratégias e o nosso modo de entrar em relação com os outros.  Uma missão, uma vocação, tem seu valor por si mesma, e o “sucesso” que nós esperamos nem sempre pode ser um bom parâmetro para emitir um juízo. A minha resposta à palavra que Deus dirige à minha vida tem um valor em si, não depende dos resultados imediatos.

Quando é o sucesso a determinar tudo, nós estaremos mais preocupados com as “estratégias” do que com as pessoas ou em darmos testemunho de discípulos e discípulas, que abraçaram a missão de servir o Senhor, à luz de sua Palavra. Mas quando se rompe a ligação necessária entre missão e sucesso, então é a missão que se torna central; é a nossa resposta à Palavra de Deus que nos chama e nos envia para tornar-se a medida da avaliação, prescindindo do sucesso que não deve ser o nosso, mas aquele de Deus.

Tende todos um bom Domingo.

+ Dom José Gislon - Bispo Diocesano de Erexim

- Dom Frei José Gislon