Voz da Diocese

Em defesa da vida
05/10/2014

A Voz da Diocese (05/10/2014) Estimados Diocesanos! Estamos iniciando o mês de outubro, mês missionário. Entre as inúmeras missões que são compromisso de todos os batizados, uma deve ter a primazia; “a missão da defesa da vida”. Recordando que a vida é dom de Deus, e o que o Senhor Jesus nos diz no seu Evangelho: “Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundancia” (Jo 10,10). 

Portanto, como cristãos comprometidos com a vida, não podemos ficar indiferentes à Semana Nacional da Vida, que foi instituída em 2005, durante a 43ª Assembleia Geral da CNBB, e é celebrada de primeiro a sete de outubro em todo o Brasil, seguida pela celebração do Dia do Nascituro, em 8 de outubro. 

Na nossa sociedade, através dos Meios de Comunicação, presenciamos tantos acontecimentos que agridem, pouco valorizam e destroem a vida. A vida de pessoas que por si só muitas vezes não têm como defender-se, por isso precisam do apoio e da proteção da sociedade. Escrevendo estas linhas, me vêem à mente as inúmeras crianças que são agredidas, muitas vezes dentro do próprio lar, por aqueles que deviam protegê-las e ampará-las. Recordo igualmente os idosos, que também passaram a ser vítimas em potencial da falta de amor na família e da cultura do descartável. 

Dentro destes aspectos, a celebração do Dia do Nascituro quer chamar a atenção da sociedade para a violência silenciosa, que está presente na nossa sociedade, mas se faz de conta que não existe, em nome dos direitos. E por isso, é visto como direito adquirido tirar a vida da criança que ainda vive dentro da barriga da mãe. O silêncio dos inocentes não pode levar quem tem compromisso com o Senhor Jesus e o Reino de Deus a permanecer em silêncio.

Quando a vida não é valorizada, não importa em qual fase da existência estiver, acaba sendo eliminada a qualquer momento. Por isso é importante que saibamos acolher a vida como dom de Deus, desde a sua concepção até o chamado misericordioso do Pai. 

Tende todos um bom Domingo. 


+ Dom José Gislon Bispo Diocesano de Erexim e 

Administrador Apostólico de Chapecó

- Dom Frei José Gislon