Notícia

Bispo chinês enviará ajuda a Vaticano e Itália para enfrentar coronavírus

Dom Pietro Shao Zhumin, Bispo de Wenzhou (China), que não é reconhecido pelo governo comunista, lançou uma coleta em sua diocese para enviar vários tipos de ajuda à Itália e ao Vaticano para enfrentar o coronavírus, em agradecimento pelo envio de centenas de milhares de máscaras que a Santa Sé enviou ao país asiático para superar a crise em fevereiro.

Com essa finalidade, o Prelado, que muitas vezes sofre prisões e sequestros por parte das autoridades que não o reconhecem, lançou uma coleta em sua diocese para comprar máscaras e roupas de proteção que serão enviadas nos próximos dias.

No país asiático, existe a Associação Patriótica Católica Chinesa, controlada pelo governo, e a Igreja clandestina, subterrânea ou não oficial, que permaneceu fiel à Santa Sé e à qual o Bispo de Wenzhou pertence.

O Bispo também incentivou a oração de uma novena entre seus fiéis para pedir a superação da emergência do coronavírus, informa a agência Asia News.

Em uma nota dirigida aos seus fiéis, o Bispo assinala que “algumas fontes asseguram que a Santa Sé enviou 70 mil máscaras de proteção para a China e que uma parte foi reenviada à zona de Wenzhou. Este gesto de amor dá maior calor aos nossos corações. Agora que eles estão ameaçados pelo coronavírus, devemos devolver o que recebemos”.

"Continuaremos incentivando a rezar uma novena diante da epidemia e, em particular, para que possa conter-se na Europa”, prossegue o texto.

As doações serão recebidas nas paróquias da diocese até o próximo domingo.

“Todos somos o Corpo de Cristo, façam com que este amor também possa se expressar na nossa vida. Que Deus os abençoe pela generosidade!”, indica o Bispo.

Asia News informa sobre outras dioceses chinesas como Xian e Hong Kong onde também estão arrecadando ajuda para enviar à Itália. Da mesma forma, alguns cidadãos chineses, que estudaram no país europeu, estão fazendo coletas para ajudar o Policlínico Gemelli em Roma e outros centros de saúde.

Fonte: Vatican News