Notícia

Comunidade São Sebastião de Erebango celebra seu centenário

Dom José presidiu a missa festiva da comemoração do padroeiro da comunidade São Sebastião de Erebango, da Paróquia Santa Teresinha de Estação, alusiva ao seu centenário, no último domingo, dia 20. A celebração foi precedida por uma grande procissão do trevo de entrada da cidade até a igreja, com as imagens dos padroeiros das comunidades próximas carregadas em carros alegóricos, com a participação de cavalarianos, motociclistas e outros grupos.

No início da missa, concelebrada pelo Pároco e pelo Vigário paroquial de  Estação, Pe. João Dirceu Nardino e Maximino Tiburski, com a participação de muitos ministros, foi lido histórico da comunidade.

Dom José, na homilia, a partir das leituras do segundo domingo do tempo comum, com o evangelho narrando as bodas de Caná, nas quais Cristo realizou seu primeiro milagre transformando a água em vinho, ressaltou a força da fé, a intercessão de Maria, o testemunho do mártir São Sebastião e a vida comunitária dos pioneiros. Animados de fé e de esperança, superaram muitos obstáculos e privações. Exortou a todos a preservarem o precioso legado deles, fortalecendo a comunidade e, movidos pela fé, prosseguir no desenvolvimento socioeconômico para o bem de todos. Lembrando a presença de Cristo no casamento de Caná da Galileia, destacou a importância da família, fonte da vida, santuário do amor, patrimônio da humanidade.

A comunidade de Erebango, como outras, organizou-se a partir da construção da Ferrovia que liga Passo Fundo a Marcelino Ramos, iniciada em 1902. O Governo do Estado do Rio Grande do Sul criou a Comissão de Terras, localizada em Getúlio Vargas que, na época se chamava Erechim. Em 1908, o Bispo de Porto Alegre, única diocese do Estado, criou o Curato de Getúlio Vargas, que abrangia toda a região. Em 1919, foi construída a primeira capela da comunidade Erebango, hoje pertencente à Paróquia Santa Teresinha de Estação.